Centro de Investigação em Psicologia

Bem vindos ao site do Centro de Investigação em Psicologia da Universidade Autónoma de Lisboa

Home

A Unidade de I&D Centro de Investigação em Psicologia da Universidade Autónoma de Lisboa ( CIP) foi constituído em 2001-2002 no âmbito das atividades do Departamento de Psicologia. Em 2018 foi elaborada um protocolo de colaboração com a Instituição de Gestão Universidade do Algarve( UALG)

Em junho de 2019 a unidade de I&D (CIP) foi avaliada com a classificação de Good pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) permitindo a sua acreditação com financiamento.

Ao longo dos anos tem vindo a desenvolver projetos de investigação e a estabelecer protocolos com várias universidades, instituições e/ou unidades de investigação.

Desde 2005 publica a revista científica PSIQUE.


Objetivos

  • Produção e difusão de projetos de I & D;
  • Articulação e promoção de sinergias entre Centros de Investigação e Linhas de Investigação já existentes na UAL, privilegiando a multidisciplinaridade;
  • Incentivo aos investigadores no desenvolvimento de projetos de investigação científica fundamental e aplicada no âmbito da vulnerabilidade psicossocial e contextos instáveis;
  • Realização de seminários e conferências promovendo a atualização de conhecimento na comunidade;
  • Promoção de formação avançada de recursos humanos em I&D, através do acolhimento de  bolseiros  de pós-doutoramento, de bolseiros de mestrado e de jovens investigadores;
  • Validação de Instrumentos;
  • Desenvolvimento de técnicas de observação e de análise de situações terapêuticas.

Linha de Investigação: Vulnerabilidade Psicossocial e Contextos Instáveis

A motivação do CIP incide no estudo da vulnerabilidade psicossocial do indivíduo / grupo, o que pressupõe uma compreensão dos contextos bio-psíquico-sócio-antropológicos e noéticos que, positiva ou negativamente, influenciam o comportamento e a maneira-de-estar-no-mundo da pessoa /grupo. A investigação centrada sobre as diferentes facetas da vulnerabilidade e dos respectivos factores desencadeadores e/ou protetores, aumenta a capacidade de intervenção, de prevenção e de potencialização das condições de auto-organização e de complexificação do ser social, inserido num mundo global.

A linha de investigação do CIP é operacionalizada através de projetos de investigação de âmbito individual ou colectivo.