Centro de Investigação em Psicologia

Bem vindos ao site do Centro de Investigação em Psicologia da Universidade Autónoma de Lisboa

Projectos de Investigação

Projectos em Curso

AVALIAÇÃO DE SEVERIDADE DA PERTURBAÇÃO DE STRESS PÓS-TRAUMÁTICO (PSPT) NA POPULAÇÃO PORTUGUESA: VALIDAÇÃO PARA A POPULAÇÃO PORTUGUESA DO POSTTRAUMATIC STRESS DISORDER CHECKLIST 5 (PCL-5).

A avaliação, diagnóstico e monitorização da sintomatologia de PSPT são etapas basilares no trabalho clínico e de investigação a realizar pelos profissionais de saúde que trabalham em saúde mental e na área do trauma psicológico, nomeadamente os médicos psiquiatras e os psicólogos de clinica e saúde. Na avaliação da PSPT encontramos por um lado a escassez de instrumentos adaptados, validados e actualizados para a população portuguesa e, por outro lado, a escassez de versões reduzidas dos instrumentos de autorrelato, de aplicação rápida na prática clínica e com o propósito de triagem e monitorização dos indivíduos. Neste âmbito salientam-se dois instrumentos de utilidade clínica e congruentes com os critérios postulados no DSM-V, nomeadamente o PCL -5 (Weathers, Litz et al., 2013), instrumento de avaliação de sintomas e do diagnóstico provável de PSPT, e o National Stressful Events Survey PTSD Short Scale NSESSS-PTSD (Kilpatrick, Resnick & Friedman, 2013), utilizado na identificação do grau de severidade de sintomas de PSPT na população geral e clínica. O presente projeto de investigação tem como objetivos principais a tradução dos respetivos instrumentos para a língua portuguesa, bem como a sua validação e aferição para a população portuguesa, numa amostra abrangente de população civil e militar. Salientam-se os principais contributos para a prática clínica e investigação na temática de PSPT, em que se tornaria possível uma avaliação e diagnóstico mais fundamentados e congruentes com os critérios atuais, de utilidade não só para a população militar como também na população geral portuguesa.

Equipa

Investigadores Integrados

António Correia

João Hipólito (Investigador Responsável)

Odete Nunes


BEM-ESTAR, ORIENTAÇÃO PARA A FELICIDADE & INCAPACIDADE ASSOCIADA À LOMBALGIA

A presente investigação pretende verificar os efeitos dos aspetos afectivos/cognitivos do bem-estar, aqui considerados respetivamente como felicidade subjetiva (Lyubormirsky & Lepper, 1999) e satisfação com a vida (Diener, Emmons, Larsen, & Griffin, 1985), sobre a incapacidade sentida/percebida a partir da lombalgia (Roland & Morris, 1983) em estudantes universitários e trabalhadores portugueses. Considerada como um grave problema de saúde para aqueles que a vivenciam e para a comunidade onde se inserem, também é uma disfunção responsável por elevados gastos anuais em seu tratamento e em licenças laborais (Monteiro, 2012). Nesta etapa inicial, pretende-se avaliar o papel da orientação para a felicidade (Peterson, Park, & Seligman, 2005) na relação entre o bem-estar (afetivo/cognitivo) e a perceção de incapacidade pela lombalgia. Será realizado um estudo empírico de natureza quantitativa e com a aplicação do protocolo de investigação em dois momentos, cuja recolha de dados será estruturada e operacionalizada através do método do inquérito, com recurso à técnica do questionário auto-administrado (Moreira, 2004). Será proposto um modelo estrutural de relações entre as variáveis estudadas. Pretende-se ampliar o conhecimento sobre antecedentes que possam contribuir para a prevenção da incapacidade criada a partir das lombalgias, expandindo a rede nomológica do conceito (Cronbach & Meehl, 1955).

Equipa

Investigadores Integrados

Joaquim Monteiro (IR)

Odete Nunes

Tânia Ferraro


DETERMINANTES PSICOSSOCIAIS DAS DIFERENÇAS INDIVIDUAIS E BURNOUT NO CUIDADOR DA PESSOA COM DEMÊNCIA: UM ESTUDO LONGITUDINAL

Cuidar é uma tarefa desafiante. A investigação mostra que cuidar de um familiar com demência está associado ao aumento do risco de sofrer perturbações mentais e físicas. Implica estar sob um processo de stresse crónico, capaz de alterar o funcionamento psicossocial dos cuidadores informais (CI). No entanto, os dados mostram uma grande variabilidade individual na forma como os CI lidam com essa experiência. Assim, é de grande importância identificar fatores (do doente, do cuidador e na relação doente-cuidador) que possam aumentar a vulnerabilidade ou a proteção contra os efeitos negativos do cuidado. O objetivo deste projeto é examinar e compreender melhor a variabilidade individual nas respostas dos CIs à tarefa de cuidar, numa amostra de doentes com demência e os seus cuidadores. Iremos caracterizar o funcionamento psicossocial dos CIs e explorar o papel desempenhado de diversas variáveis (vinculação, regulação emocional, coping, funcionamento familiar) na explicação das diferenças individuais. Através deste projeto, será possível identificar os CIs em maior risco, assim como reunir conhecimento para fundamentar o desenvolvimento de intervenções psicossociais dirigidas às necessidades dos CIs.

Investigadores integrados

Rute Brites (IR)

Odete Nunes

João Hipólito

Tânia Brandão

Investigador Convidado

Francisco Moniz Pereira (Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa)


E-SPORTS: PERSONALIDADE, FLUXO E CIVILIDADE COMO FATORES DETERMINANTES DA PERFORMANCE

A profissionalização dos jogos eletrónicos (e-Sports) constitui hoje um fenómeno global, embora ainda pouco reconhecida oficialmente e geralmente sem legislação adequada, que possa proteger os profissionais desta atividade.

A maioria dos profissionais são menores, e por isso com alguma imaturidade a vários níveis. Os riscos psicossociais inerentes a esta exigente profissão (ainda desconhecidos) podem por isso constituir dificuldades acrescidas. Por exemplo, as várias redes sociais expandidas da adolescência e que contribuem para um desenvolvimento saudável, podem ser abruptamente alteradas com os fenómenos de expatriação ou de habitação em gaming houses.

A procura de altos níveis de performance é típica desta atividade. O estado de fluxo, consistindo numa completa adequação dos skills da pessoa à tarefa, resultando num alto estado de divertimento, pode contribuir para uma melhor performance de forma saudável. Também as relações de apoio entre colegas podem conduzir ao fluxo no trabalho, e desta forma aumentar o desempenho, quer do indivíduo, quer da equipa. Assim, o objetivo geral do projeto é sistematizar o conhecimento sobre a área de atividade dos e-Sports e contribuir para a sua profissionalização saudável e sustentável.

Objetivos específicos:

1)  conhecer as exigências e recursos específicos dos jogadores profissionais de e-Sports;

2)  conhecer os perfis psicológicos dos profissionais desta atividade, compreendendo o seu impacto numa progressão profissional saudável e com bom desempenho;

3)  estudar a ocorrência e impacto do estado de fluxo na performance dos jogadores;

4)  determinar a influência da civilidade nas equipas de e-Sports para o seu bom desempenho e saúde.

Equipa

Investigadores Integrados:

Luisa Ribeiro (IR)

Tito Laneiro

Investigadores colaboradores:

Graziela Cirino (Brasil)


ESTUDO EXPERIMENTAL SOBRE O IMPACTO DE GRUPOS DE CANTO NO BEM-ESTAR, SAÚDE E FUNCIONAMENTO COGNITIVO DOS ADULTOS SENIORES

O canto é uma atividade multimodal que requer desempenho físico, cognitivo e psicossocial, com o potencial de melhorar a saúde dos adultos mais velhos em várias dimensões que promovem a sua atividade e a independência (Johnson et al., 2015). Estudos anteriores sugerem que o canto é benéfico para o seu bem-estar, porém, os fatores específicos responsáveis ​por esses benefícios permanecem incertos (Stewart & Lonsdale, 2016) porque a maioria desses estudos não permite inferências causais. São necessários mais estudos experimentais com grupo de controlo e medidas de follow-up para inferência causal e maior validade dos resultados (Apóstolo, Bobrowicz-Campos, Rodrigues, Castro, & Cardoso, 2016; Johnson et al., 2015; Skingley, Clift, Coulton, & Rodriguez, 2011). Neste estudo, implementamos e examinamos os efeitos de um programa de canto em grupo, para adultos mais velhos, com design experimental com grupo de controlo, sobre o bem-estar subjetivo, psicológico e social, o funcionamento cognitivo, a saúde física (biomarcadores), a procura de serviços de saúde e saúde percebida. Os participantes serão 100 idosos reformados (> 65 anos de idade) distribuídos aleatoriamente num grupo experimental (n = 50) e num de controlo (n = 50). A intervenção consistirá em 34 sessões bi-semanais de um programa de canto em grupo, durante quatro meses, e na preparação e apresentação de um espetáculo musical. As medidas serão recolhidas no início, no final da intervenção e num follow-up, 4 meses após a intervenção. Esperamos encontrar um efeito positivo do programa no bem-estar, na função cognitiva e na saúde dos participantes.

Equipa

Investigadores Integrados

Iolanda Galinha (Investigadora Responsável)


FAMÍLIAS AUTÓNOMAS: A TAYLORED MULTIDISCIPLINARY RESEARCH & INTERVENTION

As famílias multiproblemáticas apresentam diversos indicadores de vulnerabilidade, dificuldades de natureza diversa e padrões relacionais e comunicacionais disfuncionais que tendem a repetir-se transgeracionalmente. Estão, frequentemente, em situação de risco psicossocial e privação sociocultural crónica, perpetuando um ciclo de pobreza. Este projeto de metodologia mista, segue um delineamento investigação-ação que visa a promoção de competências e o empowerment familiar. “Dar poder” a estas famílias em situação vulnerável, mediante uma intervenção multidisciplinar centrada na família, contribuirá para a sua resiliência, maior autonomia, capacidade de auto-organização, de auto-regulação e de lidar com as problemáticas, promovendo a reflexão e a experienciação de novas formas de interação. O projeto inclui diversos momentos (avaliação inicial e do efeito da intervenção), incidindo em variáveis individuais e familiares.

Equipa

Investigadores Integrados

Mónica Pires (IR)


FATORES TRANSCULTURAIS DO BEM-ESTAR

O estudo analisa a relação entre um conjunto de variáveis psicossociais e o Bem-Estar Subjetivo, designadamente, a personalidade, os estilos de vinculação, valores culturais, conceitos de amor, experiências e qualidade das relações. Foram recolhidas cinco amostras, em Portugal, em Moçambique, nos EUA, na Suécia e na Índia, de 500 participantes em cada país. Desenvolvemos análises de mediação, moderação e de comparação entre os vários países, através de modelos de equações estruturais. O estudo desenvolveu-se com a colaboração de investigadores de várias universidades nacionais e internacionais, designadamente: o ISCTE – IUL, Francisco Esteves, PhD; o Department of Psychology of the University of Virginia – UVa, Sigehiro Oishi, PhD; o Department of Psychology of the University of East Carolina, Derrick Wirth; o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa – ICS, Cícero Pereira, PhD. O estudo resultou em várias publicações nacionais e internacionais com impacto. Projeto Financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, entre 2007 e 2015 – BPD/26479/2006.

Equipa

Investigadores Integrados

Iolanda Galinha (IR)


FUNCIONAMENTO FAMILIAR, COPARENTALIDADE E AJUSTAMENTO DA CRIANÇA: ESTUDO COMPARATIVO INTERCULTURAL

Nas últimas décadas observamos mudanças significativas no seio familiar, resultantes de alterações demográficos, sociais, económicas e culturais. Independentemente da tipologia, a família desempenha um papel determinante para o desenvolvimento e adaptação dos seus elementos, nomeadamente, da criança. Estudos anteriores enfatizam a relação de interdependência entre a relação conjugal e o exercício da parentalidade e o seu impacto no ajustamento dos filhos. A cooperação ou o conflito parental numa situação de coparentalidade poderá facilitar o ajustamento da criança à separação parental ou, contrariamente potenciar a vulnerabilidade. Atualmente, observamos um aumento de situações pós-separação de residência alternada dos filhos. O principal objetivo deste projeto é apurar a relação entre variáveis familiares, a parentalidade, a coparentalidade com diversos regimes de responsabilidade parentais, e o ajustamento da criança na perspetiva de pais e mães de diferentes países. Pretendemos contribuir para os modelos teóricos de parentalidade, e fornecer informação útil para os profissionais que atuam em prol do bem-estar familiar e do interesse supremo da criança.

Palavras-Chave: Funcionamento Familiar; Ajustamento marital; Parentalidade; Coparentalidade; Estilos de Autoridade Parental; Regulação Emocional; Ajustamento da criança.

Equipa

Investigadores Integrados:

Mónica Pires (Investigadora Responsável)


HORÁRIOS ESCOLARES, TIPO DIURNO,DESEMPENHO COGNITÍVO E ACADÉMICO DE CRIANÇAS DO 1º CICLO 

Objetivo da investigação: analisar como o cronótipo e hábitos de sono/vigília influenciam no:

  • desempenho académico de crianças e jovens (através da informação das classificações escolares de período letivo);
  • desempenho cognitivo de crianças e jovens (através de aplicação de específicas tarefas designadas no projeto).

Equipa

Investigadores Integrados

João Hipólito (Investigador Responsável)

Investigadores Colaboradores

Sandra Figueiredo


PROMOÇÃO DA QUALIDADE DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS, DA SAÚDE E DO BEM-ESTAR DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE.

Este estudo pretende contribuir para o incremento da qualidade das interações sociais no local de trabalho, da saúde e bem-estar dos vários profissionais de saúdo, como médicos, enfermeiros, assistentes operacionais e técnicos, bem como da retenção e qualidade dos cuidados prestados, aumentando assim a satisfação dos clientes. Trata-se de um estudo longitudinal de investigação-ação, de método misto.

O setor da saúde enfrenta grandes desafios sociais e económico-financeiros. A segurança dos clientes depende da qualidade dos cuidados prestados. Estes são afetados pela qualidade do ambiente de trabalho, que atualmente  apresenta indicadores preocupantes de níveis de stresse, incivilidade, insatisfação, burnout e intenção de abandonar a instituição ou a profissão. Trata-se de um projeto inovador, na medida em que: (1) contempla a equipa de saúde multidisciplinar; (2) integra um componente qualitativo que permite enriquecer o quantitativo e obter informações cruciais para a realização da intervenção; (3) inclui um programa de intervenção com duração de seis meses que visa promover efeitos positivos a nível individuais, grupal e organizacional; (4) tem natureza longitudinal, permitindo confirmar relações de causalidade entre as variáveis em estudo e avaliar a eficácia da intervenção; (5) engloba a transferência de know-how da equipa de investigação para elementos da instituição, permitindo um efeito mais duradouro.

Equipa

Investigadores Integrados

Tito Laneiro

José Magalhães

Luísa Ribeiro

Investigadores Colaboradores

Martina Nitzsche

Michael Leiter (Deakin University (Austrália)

Katerine Osatuke (NCOD/VHA, EUA)

Saúl de Jesus

Sandra Queiroz  (Escola Sup. Enfermagem S. Francisco das Misericórdias)


RELAÇÃO ENTRE QUALIDADE DO SONO, BULLYING, DESEMPENHO ACADÉMICO E COMPORTAMENTO EM SALA DE AULA EM CRIANÇAS DE IDADE ESCOLAR.

Estudar se existe relação entre as características e qualidade do sono e a existência ou não de comportamentos de bullying em crianças de idade escolar.

Equipa

Investigadores Integrados

Ana Gomes


REPOSITÓRIO DE INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PARA APRENDENTES DE LÍNGUA SEGUNDA EM CONTEXTO EDUCATIVO

Este projeto preparou um conjunto de instrumentos de avaliação e de intervenção, com cerca de 15 tarefas de avaliação cognitiva e linguística, visando os alunos imigrantes de Portugal. Ferramentas de avaliação estão a ser aferidas para a população imigrante escolar portuguesa e serão, após validação, dispostas num repositório eletrónico de instrumentos ao serviço do sistema educativo nacional. As práticas escolares deficitárias e o cenário lacunar de investigação na área dos processos e do processamento cognitivo em Língua Segunda é a base desta investigação, bem como a presença cada  vez mais de grupos migrantes e de grupos com estatuto de refugiafos. Este projeto de investigação tem a atual organização: (1) aplicação dos testes para validação em população migrante (incluindo população refugiada); (2) análise dos dados e constituição de perfis cognitivos e linguísticos dos grupos de minorias linguísticas; (3) análise das representações dos professores face à população imigrantre estudantil; (4) preparação de uma app para população imigrante e estrangeira: aprendizagem assistida em Português Europeu; (5) construção do repositório de instrumentos em plataforma web (6).

Equipa

Investigadores Integrados

Sandra Figueiredo (Investigadora Responsável)

Investigadores Colaboradores

Margarida Alves Martins (ISPA/I&D – CIE)

Carlos Fernandes (Universidade de Aveiro (UA)/I&D – CINTESIS)


AVALIAÇÃO DO CONTEXTO FAMILIAR DE MENORES EM RISCO

Este projeto pretende: (1) Obter conhecimento empírico sobre o impacto de diferentes contextos familiares, educativos e institucionais sobre o desenvolvimento de crianças e adolescentes. (2) Construir instrumentos de diagnóstico e avaliação de intervenções dirigidas a promover o bem-estar das crianças, adolescentes e famílias. (3) Contribuir com conteúdos ajustados e pertinentes à formação dos profissionais em contacto com estas populações.

Palavras-chave: avaliação, bem-estar infantil, família, intervenção psicoeducativa, menores em risco, parentalidade positiva.

Equipa:

Investigadores integrados: Cristina Nunes (Coordenadora), Cátia Martins, Ida Lemos.

Investigadores colaboradores: Lara Ayala Nunes (Univ. Warwick).


CENTRO INTERNACIONAL SOBRE O ENVELHECIMENTO

A Comissão Europeia e o Conselho Europeu identificaram o envelhecimento como um dos principais desafios da sociedade, destacando a importância de encontrar respostas amplas a este fenómeno demográfico através de modelos sociais europeus. Neste contexto, foi criado o CENIE (Centro Internacional do Envelhecimento), cuja principal missão é consolidar-se como um centro de excelência internacional em pesquisa e inovação na área do envelhecimento, liderando, através da colaboração transfronteiriça, a promoção do conhecimento. e pesquisa nesta área.

Equipa

Investigadores Integrados

Gabriela Gonçalves


DIVERSIDADE SOCIAL E CULTURAL NO TRABALHO E NA VIDA SOCIAL: FATORES DE VULNERABILIDADE

Os valores sociais e individuais têm se alterado nos últimos anos comportando alguma conflitualidade entre os mesmos. A título de exemplo a importância da carreira e da família para ambos os géneros; a valorização social da diversidade cultural vs. o individualismo e a identidade nacional; ideologia de género e políticas amigas da família; valores e crenças de género e criminalização da violência; valores culturais e idadismo, etc.. Embora as políticas de igualdade e de apoio à mobilidade social e cultural sejam amplamente promovidas, a mudança individual da perceção das mesmas é resistente. Esta dualidade cria um espaço social, familiar e organizacional conflituante entre as diferentes categorias sociais, contribuindo para novos desafios individuais, sociais e organizacionais. Assente na cognição social, nos atributos e no constructo de atitude pretende-se desenvolver um conjunto de estudos que permitam analisar os antecedentes das interações sociais (em termos de género, intergeracionais e multiculturais) e os seus efeitos na saúde psicológica, social e ocupacional.

Key Words: Diversidade social; interações sociais; categorias sociais; paz social; saúde psicológica, social e ocupacional

Equipa

Investigadores integrados:

Gabriela Gonçalves


EUROPE – ENSURING UNITY AND RESPECT AS OUTCOMES FOR PEOPLE

O objectivo geral do projecto EUROPE é melhorar, avaliar a relevância, o impacto e divulgar o Programa de Quiet Time (QTP) em diferentes contextos europeus. As principais atividades do projeto são: Implementação do QTP nas escolas europeias; Avaliar a capacidade do QTP de criar um ambiente de aprendizagem inclusivo e reduzir a violência e Apoiar professores e outros educadores a lidar com a crescente diversidade de alunos; Avaliar o QTP; Divulgar os resultados da implementação e do quadro de avaliação para apoiar a cooperação transnacional entre os parceiros envolvidos no projeto e as partes interessadas europeias interessadas no resultado do projeto, Consciencializar da importância do QTP; Estabelecer estruturas de apoio sustentadas, incluindo um centro especializado europeu para a implementação do QTP.

Equipa

Investigadores Integrados

Joana Vieira dos Santos

Investigadores Colaboradores

Luís Sérgio Vieira


FRIENDS – FOSTERING RESILIENCE – INCLUSIVE EDUCATION AND NON-DISCRIMINATION IN SCHOOLS

O projeto visa implementar e avaliar o Programa Quiet Time, que utiliza a técnica da Meditação Transcendental nas escolas, como forma de promover a tolerância e reduzir os comportamentos negativos entre populações diversas, como adolescentes e minorias em risco. A equipe de investigação da Universidade do Algarve avaliará a eficácia da abordagem do Quiet Time, implementada nas escolas regionais. A avaliação envolve a criação de uma estrutura de avaliação para o projeto. Estabelecerá até que ponto os resultados esperados se confirmam e avaliarão os procedimentos de implementação e as experiências dos participantes, com vistas a estabelecer um manual de melhores práticas para permitir que se possa aplicar o programa em qualquer escola ou universidade.

Equipa

Investigadores Integrados

Alexandra Gomes

Joana Vieira dos Santos

Investigadores Colaboradores

Luís Sérgio Vieira


MILAGE: MATEMÁTICA INTERATIVA IMPLEMENTANDO UM MODELO DE BLENDED-LEARNING COM REALIDADE AUMENTADA E GAME BOOKS

Neste projeto, pretendemos ampliar o ambiente de aprendizagem tradicional para um ambiente de sala de aula virtual que manterá os alunos conectados para aprender matemática, explorando ferramentas matemáticas motivadoras. Queremos aproveitar os dispositivos móveis para ensinar e aprender. Queremos implementar uma abordagem para o ensino e aprendizagem de matemática que também acomode a mecânica de jogos que é dupla: complexidade e detalhe. Terá três níveis diferentes de complexidade de problemas: inicial, intermédio e avançado. Por outro lado, cada problema terá dois níveis de explicações / resoluções: detalhado e conciso. Desta forma, todos os alunos serão acomodados num ambiente de aprendizagem centrado no aluno. Os alunos com baixo desempenho que podem ter dificuldade em aprender os materiais abordados na aula podem estudar e repetir os materiais quantas vezes precisarem. Os alunos terão acesso a problemas complexos e atividades que podem fornecer estímulo adicional para os alunos com melhor desempenho. Os professores também estarão mais confiantes para dar trabalhos de casa osa seus alunos. Com este projeto pretendemos fornecer o suporte para que possamos contribuir para a melhoria das habilidades de matemática de todos os alunos.

Equipa

Investigadores Integrados

Cátia Martins


VARIÁVEIS TRANSDIAGNÓSTICAS NAS PERTURBAÇÕES PSICOPATOLÓGICAS

Os resultados das investigações no campo da psicopatologia têm vindo a mostrar que muitas das variáveis explicativas dos quadros psicopatológicos são comuns às várias perturbações. Muitos dos ingredientes das intervenções Psicológicas (e.g., técnicas psicológicas, relação e processos terapêuticos etc.) e farmacológicas estão presentes na maioria dos protocolos de intervenção para a generalidade das perturbações psicopatológicas, tornando, de forma paradoxal, as intervenções para cada perturbação específica muito similares entre si (Barlow & Lehmnan, 1996). Todos estes fatores têm conduzido os investigadores, já desde os anos 90 do século passado, à procura de processos transdiagnósticos na origem e manutenção das perturbações psicopatológicas (Egan, Wade, & Shafran, 2012). A identificação e descrição de dimensões explicativas com um potencial papel etiológico e de mudança reveste-se de grande importância para o desenvolvimento de propostas de intervenção que possam intervir em simultâneo sobre diferentes quadros psicopatológicos e melhorar a relação custo-benefício das intervenções psicológicas tornando-as mais acessíveis aos cidadãos.

Este projeto tem, como objetivo principal, contribuir para a promoção da saúde mental através da compreensão do efeito de variáveis transdiagnósticas no desenvolvimento e manutenção das perturbações psicopatológicas assim como nos processos terapêuticos de mudança.

Palavras-Chave: Transdiagnóstico, Psicopatología, Saúde Mental, Processos de mudança, fatores de vulnerabilidade, Regulação Emocional.

Equipa

Investigadores integrados:

Antónia Ros (Coordenadora), Cláudia Carmo, Luís Janeiro e Marta Brás